Portal do Governo Brasileiro

Confira as áreas temáticas do plano de CT&I da Marinha

Para fazer frente à complexidade dos Projetos Estratégicos de interesse da Defesa e, particularmente, da Marinha do Brasil, é necessária uma soma de esforços, capacitações e saberes de diversas Instituições. Levando em conta, como característica inerente ao século XXI, a elevada velocidade de avanço da Ciência, uma das características que o Sistema de Ciência, Tecnologia e novação da Marinha busca é reunir as diversas capacitações existentes no âmbito da MB e nas Instituições parceiras, com atuação em rede para pesquisa e desenvolvimento, no sentido de gerar efeito sinérgico que amplie as potencialidades nativas, para fazer frente aos desafios que o futuro reserva.

A fim de permitir o direcionamento da prospecção tecnológica, os esforços de CT&I são agrupados por Áreas Temáticas de interesse da MB. São elas:

1) SISTEMAS DE C4ISR
1.1) Desenvolver o módulo de segurança do rádio definido por software;
1.2) Desenvolver um sistema integrado de sensores;
1.3) Desenvolver um sistema para processamento de imagens;
1.4) Desenvolver uma rede rádio com protocolo IP para link tático;
1.5) Desenvolver sistemas e métodos de simulação e de cenarização;
1.6) Desenvolver sistemas de fusão de dados;
1.7) Desenvolver simuladores de fusão de dados;
1.8) Desenvolver sistema de fusão de dados para aplicações navais;
1.9) Desenvolver sistemas táticos de gerenciamento de dados;
1.10) Desenvolver banco de dados para cartas náuticas eletrônicas;
1.11) Desenvolver banco de dados para sistema de portal de laboratórios da MB;e
1.12) Desenvolver sistemas e métodos de simulação virtual para treinamento de pessoal.

2) DEFESA E SEGURANÇA CIBERNÉTICAS
2.1) Operacionalizar um Laboratório para Avaliação da Segurança de Sistemas Computacionais.

3) MEIO AMBIENTE OPERACIONAL
3.1) Desenvolver um sistema para monitoramento da energia acústica e localização de fontes de ruídos no ambiente marinho;
3.2) Avaliar a influência do ambiente marinho controlado ou real, na performance das minas de fundo e fundeio;
3.3) Desenvolver metodologias e pesquisas de substâncias bioativas produzidas por organismos marinhos atinentes à bioincrustração;

3.4) Aperfeiçoar o sistema de previsão do ambiente acústico e de alcance sonar em apoio às operações navais;

3.5) Desenvolver um sistema de comunicação alternativo ponto a ponto e em redes entre meios submarinos (autônomos e tripulados) e meios de superfície (autônomos e tripulado) em apoio a guerra Anti Submarino;
3.6) Desenvolver Monitoramento ambiental e da paisagem acústica submarina;
5.3.7) Desenvolver sistema de propagação de acústica submarina;
3.8) Desenvolver sistema de propagação em Very Low Frequency (VLF);
3.9) Desenvolver modelos computacionais e experimentais para a propagação da energia acústica no mar;
3.10) Pesquisar e desenvolver técnicas de processamento digital e analógico de sinais acústicos, eletromagnéticos e óticos no ambiente submarino; e
3.11) Desenvolver pesquisa nas áreas de Bioacústica e Geoacústica no ambiente marinho.

4) NUCLEAR E ENERGIA
4.1) Dominar o ciclo do combustível nuclear;
4.2) Desenvolver e implantar o Laboratório de Geração de Energia Núcleo-Elétrica (LABGENE);
4.3) Desenvolver a Propulsão Nuclear para Submarinos;
4.4) Desenvolver e construir os Elementos Combustíveis para os reatores do LABGENE e do SN-BR;
4.5) Desenvolver um acelerador de prótons para tratamento de efluentes radioativos;
4.6) Construir e implantar o Laboratório de Degradação de Materiais (LADEM);e
4.7) Desenvolver tecnologias de energia alternativa, tais como painéis solares portáteis e combustíveis alternativos para apoio às Unidades Operativas da MB.

5) PLATAFORMAS NAVAIS, AERONAVAIS E DE FUZILEIROS NAVAIS
5.1) Desenvolver um sistema para monitoramento de baterias dos submarinos da Classe Tupi;
5.2) Desenvolver sensores e subsistemas para Veículos Submarinos Autônomos;
5.3) Desenvolver radar para equipar os futuros navios e submarinos da MB;

5.4) Desenvolver um radar de busca volumétrica para operação na banda-X, com capacidade adicional de guiamento de míssil superficie-ar (GAIVOTA);
5.5) Desenvolver uma mina de fundo de influência acústica, magnética e pressão;
5.6) Desenvolver uma célula phased array de bancada para aplicação em sistemas radar e de Guerra Eletrônica;
5.7) Desenvolver um sonar passivo;
5.8) Desenvolver sistemas não-tripulados (aéreos, superfície e submarino);
5.9) Desenvolver simulação computacional para treinador de avarias operacionais embarcados;
5.10) Desenvolver sistema de automação e controle para máquinas, avarias, gerenciamento de propulsão e monitoramento de baterias;
5.11) Desenvolver materiais energéticos para propulsão e cabeças de combate de mísseis, foguetes e torpedos;
5.12) Desenvolver materiais absorvedores de energia eletromagnética;
5.13) Prospectar metamateriais apropriados para o desenvolvimento de produtos de interesse da MB;
5.14) Desenvolver materiais cerâmicos;
5.15) Desenvolver sistemas de simulação, emulação e medidas de ataque eletrônico e de contramedidas eletromagnéticas, para navios, submarinos, aeronaves e de comunicações terrestres;
5.16) Desenvolver sistemas de simulação, emulação e medidas de ataque eletrônico e de contramedidas eletromagnéticas;
5.17) Desenvolver minas de fundeio e de influência;
5.18) Desenvolver minas submarinas de exercício;
5.19) Desenvolver mina de fundo para submarinos;
5.20) Desenvolver software para sistemas lançadores de despistadores de mísseis;
5.21) Desenvolver sistemas lançadores de despistadores de Mísseis com plataforma giroestabilizado;
5.22) Desenvolver foguetes;
5.23) Desenvolver míssil superfície-ar (MSA) de média altura;
5.24) Desenvolver sistemas de sonares ativos e passivos e módulos integradores;

5.25) Desenvolver sistema de instrumentação e aquisição de dados acústicos, magnéticos, elétricos e de pressão;
5.26) Desenvolver laboratório para testes hidrodinâmicos de cascos de meios navais por meio do Modelo Livre;
5.27) Desenvolver um Laboratório de Microondas de Potência e consolidar a tecnologia de válvulas de micro-ondas de potência para emprego nos radares e sistemas de contramedidas
eletrônicas nos meios navais;
5.28) Desenvolver sistema de Medidas de Apoio à Guerra Eletrônica (MAGE) radar para submarinos da MB;
5.29) Desenvolver radomes resistentes à pressão de imersão para uso em antenas de submarinos;
5.30) Desenvolver sistema MAGE de comunicações para navios, submarinos e aeronaves da MB;e
5.31) Desenvolver um equipamento de medidas anti Guerra Eletrônica para veículos terrestres.

6) DESEMPENHO DO COMBATENTE
6.1) Desenvolver sistema de controle e remoção de gases ou vapores tóxicos em ambientes confinados, como os submarinos;
6.2) Desenvolver processos industriais de engenharia química para o submarino nuclear;
6.3) Desenvolver materiais aplicados à equipagem individual do combatente contemplando aspectos ergonômicos e de desempenho; e
6.4) Desenvolver métodos de aprimoramento de aptidão física e psicológica do combatente para emprego operacional.

7) DEFESA NUCLEAR, BIOLÓGICA, QUÍMICA, RADIOLÓGICA E ARTEFATOS EXPLOSIVOS (DEFNBQRE)
7.1) Desenvolver estudo de metodologias e descontaminação nuclear, química e radiológica do indivíduo, equipamentos e meio ambiente;
7.2) Desenvolver metodologias de identificação de possíveis armas químicas no ambiente; e
7.3) Desenvolver técnicas de identificação e monitoramento de ameaça NBQRE em áreas e instalações de interesse da MB.

 

Acompanhe o site da Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha pra ficar sabendo das oportunidades.